Notícias

home » notícias

19 de Novembro de 2019 às 08:55

Após governo editar MP 905, Banco do Brasil desabilita opção pela jornada de 6 horas no sistema


Menos de três dias após o governo Bolsonaro editar a Medida Provisória 905/2019, que ataca direitos da categoria, o Banco do Brasil desabilitou para os funcionários a opção pela jornada de 6 horas do seu sistema interno.

“Assim como a Caixa, o BB dá sinais de que quer cumprir a ordem do governo de acabar com a jornada de 6 horas , PLR e instituir o trabalho aos sábados e domingos”, afirma o diretor do Sindicato, Rafael Zanon.

O assunto está sendo pauta da reunião entre a federação dos bancos (Fenaban) e o Comando Nacional dos Bancários que acontece neste momento, em São Paulo. “Os trabalhadores exigem do banco, que é signatário da Fenaban, o respeito à Convenção Coletiva dos bancários e do acordo coletivo de trabalho, que tem validade até 2020, e o cumprimento da jornada de 6 horas, além de outros direitos”, acrescenta Zanon.

Caso a Fenaban insista na retirada dos direitos, o Comando Nacional dos Bancários vai traçar estratégias de resistência para manter os direitos dos bancários.

Renato Alves
Do Seeb Brasília


Notícias Relacionadas