Notícias

home » notícias

27 de Novembro de 2020 às 08:19

Sindicato do Pará completa 87 anos de lutas e conquistas


O Sindicato dos Bancários e das Bancárias do Pará, nesse dia 24 de novembro de 2020, completou 87 anos de muitas lutas e de grandes conquistas. A Federação dos Bancários do Centro-Norte (Fetec-CUT/CN) parabeniza os trabalhadores do sistema financeiro do Pará pelo aniversário do Sindicato, um dos mais importantes não apenas da nossa base como de todo o Brasil.

Desde sua fundação, em 1933, o Sindicato dos Bancários do Pará esteve presente em diversos momentos importantes da nossa história. Saiba, lembre e relembre:

Na primeira greve nacional da categoria bancária, em 1934; na construção do Dia Nacional dos Bancários e Bancárias, na conquista da Jornada de Trabalho de 6 horas, da data-base em 1º de setembro, do salário profissional da categoria, da comissão de função e do anuênio.

Da mesma forma, foi à luta e conquistou com greve nacional o 13º salário e a extinção do trabalho bancário aos sábados.

Resistiu às perseguições e às torturas da ditadura militar com a fundação da Central Única dos Trabalhadores, a CUT, em 1983, a maior central sindical da América Latina, onde está filiado ainda hoje.

Contribuiu para a criação do Comando Nacional dos Bancários e Bancárias, do Departamento Nacional dos Bancários da CUT (DNB-CUT), da Confederação Nacional dos Bancários (CNB); e em 2006, da Confederação Nacional do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) .

Enfrentou a onda neoliberal de privatizações, arroxo salarial, demissões e superinflação nos anos 90 e conquistou na luta a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), o tíquete-refeição, o piso nacional da categoria, a cesta-alimentação e a Participação nos Lucros e Resultados dos Bancos, a PLR.

Nos governos populares de Lula e Dilma, o Sindicato dos Bancários do Pará esteve em todas as greves nacionais da categoria e ajudou a conquistar PLR igual em bancos públicos e privados, aumento real nos salários, 13ª cesta alimentação, licença maternidade de 180 dias, dentre outras conquistas.

Em 2016, um novo golpe de estado no Brasil e, de lá pra cá, o Sindicato tem lutado contra as reformas que só beneficiam os grandes empresários como: o projeto de terceirização, a reforma trabalhista, a reforma da previdência, a reforma administrativa e as constantes ameaças de privatizações dos bancos e empresas públicas.

Hoje, o Sindicato trabalha para afirmar sua atuação na defesa da categoria em todo Pará, em Santarém, em Marabá e em todas as regiões do estado onde tenha o trabalho de bancários e bancárias.

“Trabalharemos para aperfeiçoar ainda mais a gestão do nosso patrimônio, a nossa comunicação, ampliar a rede de convênios e serviços aos nossos sindicalizados, fortalecer a formação da categoria e dos delegados sindicais, promover ações que beneficiem a saúde e a qualidade de vida, sobretudo nesse período de pandemia, lutar por segurança, por emprego, por direitos e por novas conquistas. Parabéns ao nosso sindicato pelos 87 anos!”, afirma a atual presidenta eleita do Sindicato dos Bancários do Pará, Tatiana Oliveira.

Fonte: Fetec-CUT/CN, com Bancários PA


Notícias Relacionadas