Notícias

home » notícias

13 de Janeiro de 2021 às 09:10

niversário da Caixa: movimento sindical ressalta importância dos empregados


12 de Janeiro de 2021 às 08:00

 

Aniversário da Caixa: movimento sindical ressalta importância dos empregados do banco público

160 anos

 

Nesta terça-feira, dia 12 de janeiro, a Caixa Econômica Federal completa 160 anos. Em meio aos ataques por parte do governo federal, sucateamento do serviço bancário, PDV’s e constantes desmontes, a Caixa reforçou sua importância para o povo brasileiro durante a maior pandemia dos últimos cem anos.

Responsável por cerca de 70% dos financiamentos habitacionais no país, a Caixa está presente em todos os municípios brasileiros, sempre exercendo papel fundamental na história do desenvolvimento econômico e social do país. Além disso, assume a execução de programas do governo, como Minha Casa, Minha Vida, Fies e Bolsa Família.

Tanto nos momentos de maior valorização do banco público, quanto em tempos de maior ameaça à função social da Caixa, os empregados desempenharam um trabalho imprescindível para a população. Em 2020, durante a maior crise sanitária da Covid-19, os bancários estiveram na linha de frente para garantir o pagamento de auxílios e benefícios.

“O principal pilar que mantém a Caixa como um banco forte são seus empregados. Infelizmente a direção do banco não valoriza os verdadeiros responsáveis pelo lucro do banco, por isso nos mantemos sempre firmes para lutar pelos direitos dos bancários e contra a precarização que vem aumentando cada vez mais”, afirma a presidente do Sindicato dos Bancários de Campo Grande – MS e Região, Neide Rodrigues.

Graças ao esforço da categoria, apesar das condições precarizadas de trabalho, foram nove meses de pagamento do auxílio emergencial para mais de 67 milhões de brasileiros, medida tomada para aliviar os efeitos da crise sanitária. Também foram os trabalhadores da Caixa que atenderam outros 50 milhões de brasileiros que buscaram o banco para receber outros benefícios emergencias.

“A preocupação com o déficit na Caixa não é de hoje e há muito tempo tem sobrecarregado os servidores, além de também prejudicar o atendimento para a população. No aniversário da Caixa parabenizamos, em especial, todos os empregados da Caixa que, mesmo diante de tantos desmontes, se mantêm na luta em defesa do banco 100% público. Reforçamos também a importância do reconhecimento e da valorização desses trabalhadores que estão na linha de frente da pandemia do coronavírus há meses”, pontua a presidente.

 

Precarização

Mesmo com todo o trabalho realizado, a direção da Caixa segue cobrando metas desumanas. Em dezembro de 2020, quando o Brasil registrava mais de 6,7 milhões de casos confirmados e 179,7 mil mortes, a direção da Caixa aumentou as metas, obrigando os empregados a trabalharem ainda mais para alcançar o objetivo.

Além das metas abusivas, as jornadas extensivas de 10 ou 12 horas também têm atingido os empregados, já que o déficit no banco chegou a mais de 19 mil postos de trabalho. O resultado de tanta pressão e sobrecarga de trabalho é o adoecimento do trabalhador.

“Muito se reclamou sobre o excesso de filas durante os pagamentos dos auxílios, mas isso foi causado justamente pela falta de pessoal para atender ao público nas agências. Além de causar uma enorme sobrecarga de trabalho para quem fica, os desmontes também resultam em um serviço precarizado para a população. Justamente por isso, mais contratação nas agências é uma pauta antiga e constante do movimento sindical ”, destaca Neide.

Vale ressaltar que não há motivo para querer privatizar o banco ou insistir em metas abusivas, pois o banco público não traz prejuízos ao país, mesmo durante uma crise. O lucro líquido da Caixa em nove meses de 2020 foi de R$ 7,5 bilhões. No 3º trimestre, o lucro líquido teve alta de 1,7% em relação ao 2º trimestre de 2020.

Por: Assessoria de Comunicação do SEEBCG-MS com informações da Contraf-CUT 


Notícias Relacionadas