Notícias

home » notícias

23 de Outubro de 2020 às 18:28

Assista agora ao vivo: Fetec-CUT/CN, Fenae e deputada Érika Kokay debatem bancos públicos

Transmissão ao vivo da revista Xapuri no Facebook começa às 21h e terá as presenças do presidente da Federação, Cleiton dos Santos, e o diretor da Fenae, Jair Pedro


O presidente da Federação dos Bancários do Centro-Norte (Fetec-CUT/CN), Cleiton dos Santos, participará nesta segunda-feira 26 de outubro de Live organizada pela revista socioambiental Xapuri para discutir o tema “Por que o Brasil precisa dos bancos públicos”. Também participarão a deputada federal Érika Kokay (PT-DF) e o diretor de Formação da Fenae, Jair Pedro Ferreira.

Assista aqui ao vivo.

Os bancos públicos são imprescindíveis para o desenvolvimento econômico e social sustentável do país.

Há investimentos de longo prazo que somente instituições financeiras como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, BNDES, Banco da Amazônia e Banco do Nordeste estão aptas a fazer. Por exemplo:

• Fomentar o desenvolvimento econômico por meio do direcionamento do crédito a setores específicos (industrial, rural e imobiliário).  

• Promover o desenvolvimento regional, levando crédito a regiões e atividades que os bancos privados ignoram, por não serem tão rentáveis. 

• Atuar de forma anticíclica na oferta de crédito, para garantir investimentos e/ou reduzir juros em momentos de crise, quando os bancos privados se escondem. Foi assim que o Brasil superou a crise financeira de 2008.

• Promover a bancarização da população brasileira de baixa renda.

 “Mas o atual governo, que segue os interesses do sistema financeiro privado, está deliberadamente retirando essas funções dos bancos públicos federais. E adotando medidas, como a MP 995 em relação à Caixa, para pulverizar e enfraquecer as instituições, com o objetivo de privatizá-las”, afirma Cleiton dos Santos.

 “Os bancos públicos pertencem ao povo brasileiro. Somente a mobilização da sociedade pode impedir a entrega desse patrimônio”, conclui o presidente da Fetec-CUT, que é funcionário do Banco do Brasil.


Fonte: Fetec-CUT/CN


Notícias Relacionadas